Portuguese Arabic Chinese (Traditional) English French German Italian Spanish

Pierre Cazanga

Durante a minha infância eu pensava que tudo era maravilhoso. Meu pai decidiu sair de casa quando eu tinha apenas 4 anos de idade e não me procurou mais.

Quando cheguei na adolescência as coisas começaram a mudar. Passei a me sentir rejeitado e fiquei sem entender o que estava acontecendo com minha identidade. Nasceu uma revolta inexplicável dentro de mim. Na verdade, eu estava morto, mas não sabia.

Aos 13 anos, me rebelei: comecei a fumar, beber, furtar, ir para os bailes e me envolvi com pessoas que usavam drogas. Eu buscava respostas para minha existência e não encontrava. Vivia como se não houvesse dia seguinte, pensava: tenho que fazer todas as loucuras hoje porque amanhã eu vou morrer. E tinha que viver de forma intensa, irresponsável e inconsequente. Procurei respostas nas mais diversas religiões e não encontrei uma razão para o meu viver. Porque eu estava morto, mas não sabia.

Andava armado a espera de uma vítima. Ardia no meu coração o desejo de matar alguém. Não havia nenhum amor ou respeito pela vida. Comprei uma moto potente e voava sobre duas rodas. Quase morri várias vezes. Sofri alguns acidentes de moto e, em um deles, fiquei uma semana em coma, um mês internado e seis meses sem poder andar. Mesmo assim eu não me rendia. Tinha uma falsa alegria dentro do meu coração. A vida não fazia o menor sentido para mim. Porque eu estava morto, mas não sabia.

Até que um dia eu ouvi em uma igreja evangélica, que Jesus Cristo havia dito, que aquele que nele cresse, ainda que estivesse morto viveria. Eu já estava cansado dos amigos de copo e de ter uma vida sem sentido e de falsidade. Então eu disse para Ele: se o que está escrito é verdade eu quero experimentar. Entrego completamente minha vida ao Senhor. Por favor, entre no meu coração e faça o que o Senhor quiser. A partir daquele momento as coisas começaram a mudar. Parei de fumar, de beber, deixei as falsas amizades e comecei a conhecer um verdadeiro amigo: Jesus Cristo. Perdoei os meus pais e tive minha vida reconstruída. Entendi que não estou morto porque Ele me deu uma nova identidade.

Hoje minha vida tem o propósito de transmitir uma mensagem: aquele que nele crer ainda que esteja morto, viverá eternamente. Antes eu estava morto e não sabia, agora estou vivo e tenho certeza. Aleluia!

A história continua. Leia mais: Chamado Missionário

 

Write a comment...
0 awesome comments!
Missões Urbanas

Trabalhando Para Alcançar Pessoas

Website: www.missoesurbanas.com

Log in or Sign up

Login