Portuguese Arabic Bengali Chinese (Traditional) English French German Hindi Indonesian Italian Korean Russian Spanish Thai Ukrainian Urdu

Lembranças Missionárias

Resolvi reescrever ou reeditar algumas lembranças missionárias do passado.  Quero trazer à memória o que me pode dar esperança.”. (Lm. 3:21)  

O ano é 2001.

O PRIMEIRO AMOR (escrito em 2001)
Hoje eu sei que vivo, pois a paz que sinto não posso explicar. Sei como eu era, sei como sou e sei que serei um dia melhor. Pois esta é a vontade Daquele que me chamou. Daquele que me amou e que me ama: que eu seja semelhante a Jesus, meu alvo, a perfeição. Porque Jesus é perfeito e Nele não se acha mal nem dolo algum. Ele é o primeiro, o exemplo a ser seguido. Ele é o momento, a decisão mais importante da vida. Ele é o que há de vir, trazendo a vida eterna em suas mãos. Ele foi, Ele é, e sempre será, Deus. Porque o Pai, que é Deus, assim determinou e porque o Espírito Santo, que é Deus, assim testificou. E esta é a verdade eterna e imutável, a razão de tudo existir, a razão de todo o ser, ser. Deus é o Criador e perfeita é a sua criação. E nós como criaturas, até podemos nega-lo, mas nunca poderemos mudar nada do que foi feito, do que é feito e do que será feito por Aquele que tem realmente o domínio sobre céus e terra, ou seja, o Deus Vivo, Aquele que tem em si mesmo o testemunho da vida eterna e cujo amor e misericórdia não tem fim. Amém!

O ano é 2001.

MEU PAI, MEU IRMÃO.
Encontrei um texto que escrevi há mais de 20 anos. Nele eu digo que meu pai é o meu exemplo. Realmente....sempre foi...Um homem que me ensinou, inspirou, apoiou e amou...Ele esteve comigo nos piores e melhores momentos da minha vida...Quando tomei a decisão mais importante da minha vida...ele estava comigo...achei que ele não iria me apoiar...mas ele me apoiou...Eu me tornei Cristão e ele meu IRMÃO. Fomos batizados juntos em 2001...juntos morremos para o mundo...juntos renascemos em Cristo...Ele andou comigo...outra vez....meus primeiros passos...

Texto de 1998:

MEU ÍDOLO
Eu ainda era muito pequeno;
A primeira vez que o vi.
Tão pequeno que nem lembro....
Mas lembro de um dia:
Que sentado em sua bancada;
Assistia aquele homem;
Simples e carismático;
Transformar madeira em sentimentos.
Suas mãos calejadas;
Deslizavam a peça que fazia;
Como se fosse de seda. Ele aproximou-se de mim e disse:
- Vai ver se tua mãe já chegou, para almoçarmos.
E os olhos daquele homem brilharam;
Como duas estrelas;
Ao falar daquela mulher.
Então eu pensei:
- Um dia serei como este homem!
- Um dia serei, como meu pai!
08/06/98

 

O ano é 2003.

TÊNIS VELHO
No ano de 2003 tive uma experiência missionária interessante. Eu era estudante de história na UFRGS, e como tal, dinheiro era algo que não fazia parte da minha realidade. Usava roupa bem batida pelo tempo e um tênis, "filho único de mãe solteira" que me acompanhava em minhas caminhadas a milhares de quilômetros. Nesta época, eu fazia parte de um grupo de estudantes cristãos envolvidos com evangelismo e discipulado nas Universidades. Morava em Porto Alegre com meus pais. Um dia minha mãe olhou para o meu gasto tênis e disse: "vou te dar um tênis novo, joga isso fora." Apesar de meu estilo quase ripe, fiquei feliz pois realmente meu velho companheiro estava "nas últimas"!!! Surgiu uma viagem missionária para ajudar estudantes cristãos nas cidades de Pelotas e Rio Grande. Fiquei empolgado, porém não tinha dinheiro para as passagens. Pensei:"vou pedir o dinheiro do tênis que minha mãe ia me dar para comprar as passagens e fico com meu tênis velho mais algum tempo". Continue pensando: "minha mãe nunca vai concordar com isso!" .Então orei: "Deus eu queria muito ir nesta viagem missionária, não tenho dinheiro, mas se essa for a Tua vontade faz com que minha mãe concorde em me dar o dinheiro do tênis para que eu compre as passagens". Falei com ela e para minha surpresa ela concordou. Somente advertiu: "você vai ficar com esse tênis velho um bom tempo!!!" Eu e meu velho companheiro de estrada saímos correndo para comprarmos as passagens. A viagem foi ótima com muitas experiências com Deus. Ficamos hospedados na casa de um dos estudantes do lugar e fomos muito bem tratados. Ao final do nosso tempo missionário em Pelotas o pai de um dos estudantes foi nos levar de carro na rodoviária. No trajeto para a rodoviária o solidário motorista pergunta: "alguém aqui, calça 38?" Respondo, meio desconfiado:"eu". Então ele replica: "Sou revendedor e sobrou um tênis número 38 no estoque, ele é teu!!!" Volto para Porto Alegre com uma grande experiência missionária e de tênis novo.
"Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; Mas, buscai em primeiro lugar o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas."
Mt. 6:32-33

O Ano é 2006.

Os “Campus” estão brancos...

Este ano começamos as nossas atividades com três projetos missionários:Curitiba, Recife e Moçambique. Eu tive a oportunidade de participar do Projeto Curitiba, onde estiveram reunidas 42 pessoas durante um mês, para aprender mais de Deus e levar as boas-novas de salvação para os curitibanos. Foi um tempo de aprendizado e dependência do Espírito Santo. Pude ver a palavra de Mt 28:18-20 se cumprindo na minha vida quando conheci um rapaz chamado Aldo, falei para ele do amor de Deus e da salvação pela GRAÇA. Quando este rapaz entendeu o que Jesus fez por ele na cruz ele orou recendo a Cristo em seu coração. Em todos os encontro de discipulado o Aldo reafirmava que havia “nascido de novo”. Fomos juntos para uma igreja local onde ele ficou congregando, e no último dia de projeto o Aldo estava sendo batizado.

O ano é 2008 Conferência Passion São Paulo.  Quero trazer à memória o que me pode dar esperança.”. (Lm. 3:21)  

A partir do momento que soube da Conferência do PASSION no Brasil fiquei muito entusiasmado crendo que seria o início de um avivamento no meio universitário. Estaríamos como Movimento Estudantil Alfa e Ômega abrindo mão da data do nosso congresso anual para estabelecermos esta parceria com o Passion. Fascinava-me a idéia de termos mais de 2.000 universitários cristãos reunidos num mesmo lugar, isto iria acontecer pela primeira vez na história do Brasil, e nós estaríamos presentes! Durante os seis meses antecedentes ao PASSION São Paulo, eu e a Vivi, assistimos muitas ministrações dos conferencistas do Passion pela internet.  A cada ministração minhas expectativas aumentavam. Deus falou muito conosco neste tempo preparando os nossos corações para glorificar ao Pai em todo o tempo. Posso dizer que minhas expectativas não foram frustradas, e  em muitos aspectos superadas. Posso dizer que existia um Trono naquele lugar e que Deus estava assentado nele sondando e se alegrando com cada coração entregue em adoração ao Único que é Digno de ser adorado. Posso dizer que o avivamento no campus começou dia 23 de maio de 2008.

Márcio Anderson Senna da Silva

“Eu tinha certeza que a Conferência do Passion seria marcante nas vidas de todos os participantes, mas foi bem mais intenso do que eu esperava.  As  ministrações sobre GRAÇA e a grandiosidade de Deus foram maravilhosas.

Entreguei meu coração a Jesus ainda pequena e nunca duvidei que Ele fosse o caminho, a verdade e a vida, mas  foi fantástico entender mais profundamente que este Jesus tão grandioso, puro e perfeito  se fez pecado para que eu fosse feita justiça de Deus, se fez culpado para que eu fosse declarada inocente diante de Deus (2 Co 5:21)! Como disse o Luie (o pregador):  Isso é loucura!!! Como não se entregar por este Deus e exaltar o seu nome?! Essa é a essência do Ministério  Passion; que cada estudante apaixone-se profundamente por seu criador e salvador e viva para glória Dele. Podemos acreditar intelectualmente em Jesus, mas a paixão é que nos move mais além, fazendo-nos esquecer de nós mesmos para que Ele seja glorificado em nossas vidas. Outra coisa que foi muito especial é que meu irmão, Willy,  há muito tempo estava  apático espiritualmente e  foi para São Paulo só pelas bandas, mas como todos os outros estudantes ,  acabou sendo muito tocado lá, parece até outra pessoa!Glória a Deus !”

Viviane de Paula Duarte Senna

captcha